Provavelmente já imaginava que a margarina é um dos ingredientes básicos mais utilizados na nossa gastronomia, seja para a preparação de elaborações e pratos requintados, seja para saborear numa deliciosa torrada. No entanto, saberia dizer exatamente o que é a margarina? Como é obtida? Qual é o seu processo de elaboração?

Fique tranquil@! Neste artigo, vamos revelar passo a passo o mundo da margarina e tudo de que necessita saber sobre este maravilhoso ingrediente que tão bom desempenho e sabor oferece à nossa gastronomia.

Em primeiro lugar, do que é feita a margarina e qual é o seu processo de elaboração?

As margarinas são uma mistura que é obtida principalmente de dois componentes básicos encontrados naturalmente no nosso ambiente mais próximo. O azeite e a água.

O processo começa na terra onde são cultivados e da qual são obtidos os ingredientes principais para a elaboração da margarina: as sementes e os óleos vegetais. Esses óleos vegetais são a base de qualquer margarina como o azeite de oliva, o óleo de girassol, o óleo de nabo silvestre, de soja e/ou de linhaça. Além disso, também se dispõe dos óleos vegetais tropicais sólidos, como de palma ou de coco, utilizados algumas vezes para dar consistência e conseguir uma textura mais sólida.

Continuamos! Após realizada a colheita, os frutos e as sementes são prensados para extrair o óleo e obter a mistura em cru que será refinada posteriormente. Estes óleos, que são obtidos como resultado, são os mesmos azeites naturais que podemos encontrar facilmente na cozinha da nossa casa ou no supermercado.

Os azeites são misturados até conseguir a textura adequada e, numa seguinte fase, são misturados com água. Como o azeite e a água não se separam naturalmente, são utilizados emulsionantes na receita para poder mantê-los juntos.

A vitamina E é um nutriente presente naturalmente na mistura dos óleos vegetais de muitas margarinas. Para ajudar a obter todos os nutrientes necessários na dieta, são acrescentados também ao processo outros nutrientes, como as vitaminas A e D.

E, por último, é utilizado o caroteno para dar cor ao produto. O caroteno é um pigmento natural extraído de hortaliças e frutas comuns, como a cenoura e a manga.

Este processo natural de elaboração dá como resultado a mesma margarina que todos nós reconhecemos na nossa mesa. Um produto final saudável que podemos utilizar diariamente para cozinhar, passar no pão e assar.

Margarina

Quais são as inovações que a margarina de hoje apresenta e por que é também uma opção muito mais saudável?

Para além da sua conhecida versatilidade, a margarina da qual dispomos atualmente é uma opção muito mais saudável. Entre os grandes avanços nutricionais desse produto, destacam-se três marcos importantes que definem um antes e um depois no curso da margarina.

  1. Dispõem-se de novas fórmulas para reduzir a presença de gorduras saturadas.
  2. O alimento é enriquecido e fortalecido com o acréscimo de vitaminas essenciais, como as vitaminas A e D.
  3. As gorduras parcialmente hidrogenadas são eliminadas durante o processo de elaboração e, consequentemente, são eliminados também os ácidos graxos trans.

Esta inovação representa uma verdadeira revolução para as aspirações da margarina. Uma inovação que é também visível em toda a gama de margarinas Vandemoortele.

A grande questão é: qual é a principal diferença entre a margarina e a manteiga?

A principal diferença entre a manteiga e a margarina vegetal é que a manteiga é produzida a partir do leite de origem animal, enquanto as margarinas são elaboradas somente com óleos vegetais e, graças a isso, consegue-se que haja um menor teor de gorduras saturadas do que na manteiga.

Como menciona a OCU, neste artigo comparativo entre a margarina e a manteiga o importante é ter bem controlado o nível de ácidos graxos trans e, segundo estudos do próprio organismo, “não foram detetadas quantidades elevadas” que sejam prejudiciais à saúde.

Além disso, é preciso lembrar que, sempre que seja consumida dentro de uma dieta variada e equilibrada, a margarina vegetal é uma grande fonte de vitaminas D, A e E e outros nutrientes, como minerais, fibra ou fitoesteróis.

Para concluir, a margarina é um ingrediente saudável, nutritivo e de qualidade.

Por todos os aspetos mencionados neste artigo, a margarina é uma escolha cada vez mais crescente entre consumidores, cozinheiros e mestres confeiteiros, pois é um produto que podemos desfrutar de forma fácil, saudável e económica.

Se nos asseguramos também de que a margarina que compramos provém de fornecedores de qualidade, a margarina já tem tudo para ser um produto recorrente da nossa cozinha.

Toda a gama de margarinas das marcas Vandemoortele foi elaborada a partir de matérias-primas obtidas mediante processos sustentáveis e que respeitam o meio ambiente. Dessa forma, não só conseguimos oferecer um produto da mais alta qualidade com benefícios funcionais e saudáveis para os clientes, como também conseguimos preservar o ambiente e a terra que tanto nos oferece.

Agora já sabe um pouco mais sobre o maravilhoso mundo da margarina. Nos próximos artigos, abordaremos detalhadamente os benefícios e funcionalidades da margarina. Até breve! E que a margarina o acompanhe ;)

Sobre Vandemoortele

A Vandemoortele é um grupo alimentar europeu líder no fabrico e comercialização de produtos alimentares de alta qualidade. Vandemoortele centra-se em duas atividades: produtos de padaria congelados e margarinas, óleos de culinária e gorduras.

Em 2020 Vandemoortele realizou um volume de negócios de cerca de 1,2 mil milhões de euros, com 4.500 funcionários. O Grupo está presente em 12 países europeus e nos Estados Unidos com as organizações de vendas próprias e / ou locais de produção. Sua sede está localizada em Ghent, Bélgica.

Contato Noticias

Flore Couvreur
flore.couvreur@vandemoortele.com